sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Fotografe, mas não olhe

Em 1982, Michail Pantiloff era diretor da LOMO, ou Leningradskoye Optiko Mechanichesckoye Obyedinenie, uma empresa russa de equipamentos fotográficos em atividade desde 1914. Ele havia recebido do general Igor Petrowitsch Kornitzky, do ministério da indústria e defesa, a encomenda do desenvolvimento de uma máquina de fácil manejo, segura, forte e barata, baseada na compacta japonesa Cosina CX2.

Em 1983 começa a ser fabricada a Lomo Kompact Automat, ou LC-A, como é conhecida e procurada hoje em dia. Projetada para usar filmes de 35mm, com iso entre 25 e 400, consegue realizar fotos em sob qualquer condição de luz, dispensando o auxílio de flash. As cores fortes e o contraste acentuado das imagens é mérito da lente Minitar.

Mas o que deveria ser a máquina do regime soviético acabou sendo um grito de liberdade no mundo da fotografia. Dois estudantes vienenses, viajando em Praga em 1991, compraram uma LC-A na falta de um equipamento melhor. Como desconheciam seu funcionamento, as fotos acabaram mais saturadas e vivas do que o normal, algumas até borradas.

Nascia a lomografia.

No mundo inteiro existem as Sociedades Lomográficas, grupos de fotógrafos que trocam imagens e experiências utilizando a velha LC-A e suas variações modernas. E como todo movimento artístico, os lomógrafos seguem regras, ou não seguem:

1 - Leve a sua Lomo onde você for.
2 - Fotografe durante todo o tempo, em qualquer hora, seja dia ou noite.
3 - A lomografia não interfere na sua vida; ela é parte dela.
4 - Aproxime-se o máximo que puder de seu objeto de desejo lomográfico.
5 - Não pense.
6 - Seja rápido.
7 - Você não precisa saber antes o que fotografou...
8 - ... e nem depois.
9 - Fotografe sem olhar no visor.
10 - Não se preocupe com estas regras.

Dependendo da fonte de informação, a ordem destes itens pode mudar, mas o conteúdo continua o mesmo.

Mais informações, imagens e produtos, na Lomographic Society International.

Crédito da foto: Natália Tonda.

Um comentário:

Natália disse...

Ah! que legal você falar sobre a Lomo
é um mundo mágico, as fotos saem como sonhos, é uma diversão!
e obrigada por usar minha foto :)